InícioPortalFAQRegistrar-seConectar-se

๑۩๑ VIKINGS ๑۩๑
Civilização Vikings
Os vikings eram tão temidos porque não tinham nenhum tabu sobre qualquer assunto.

Durante as batalhas, eles não eram mais cruéis que outros guerreiros. Respeitavam seus adversários.

Os vikings eram, de fato, violentos. Provavelmente num grau deviolência igual ao de muitos, talvez com poucas diferenças. Mas não eram adeptos da tortura.

Já os vikings eram piratas pragmáticos: chegavam, atacavam, partiam e voltavam, quando se interessavam pelo lugar.

Numa guerra, preferiam a morte rápida do inimigo, no fio da espada, a golpes de machado.

Como faziam parte de uma cultura de tribos nômades e autônomas, cujopoder político era pulverizado, estavam mais interessados na pilhagem(e na morte, se preciso) do inimigo do que no domínio político a longo prazo.

Mas é verdade que o uso da violência não era uma prática condenável para a cultura viking. As sagas (poemas épicos vikings) descrevem o Valhala, a casa dos mortos, como uma espécie de fazenda, com todo oluxo possível para a época. Nesse paraíso nórdico, os mortos passariam a eternidade guerreando, como se suas lutas fossem uma espécie de hobby.

As armas mais cruéis e as táticas de guerra dos vikings, ao contrário do que se pensa, o grande trunfo tecnológico deles não eram os machadose tampouco as espadas. Eles eram máquinas de guerra formidáveis: rápidos, ágeis, organizados e compactos, navegavam tanto em mar revolto quanto em águas rasas.

Os vikings introduziram o fator surpresa nas batalhas. Foi assim queeles inventaram o ataque fulminante, mais tarde batizado de blitzkrieg pelos nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial.

Thing, o parlamento inventado pelos vikings! Foi a primeira oligarquia democrática no Ocidente depois do Senado romano. Funcionava da seguinte maneira: cada região apontava o seu representante, que era escolhido com base na reputação moral e na capacidade de liderança. Os líderes sereuniam numa espécie de assembléia geral para todas as decisões.

Seremos como um Viking que nunca temeu nada, e ninguém! Quando for necessário, mostraremos as nossas forças contra os nossos inimigos.